CULTURA EM MOVIMENTO

O JN publicou a fotografia de um camião da Maiambiente informando que os veículos da mesma «foram decorados com fotografias vencedoras do World Press Photo 2017». O título  era “Veículos do lixo cheios de Cultura”. E só podemos elogiar a iniciativa.

A notícia levou-me de 1998 a 2002, quando a STCP lançou um projecto de promoção cultural através de painéis nas traseiras dos autocarros da sua frota. Sob o título “Rectaguardas Temáticas” foram seleccionadas personalidades e instituições, num total de 100, num objectivo chamado “Cultura em Movimento”.

Levar a informação cultural às áreas socialmente deprimidas da cidade, foi o desafio. E, durante quatro anos, para admiração, prazer e conhecimento de milhares de pessoas, dezenas de autocarros percorreram as ruas levando atrás o perfume da cultura tornado realidade pela empresa “Novo Design”.

Por isso, em 2000, a União Europeia, através do seu Conselho dos Municípios e Regiões, distinguiu o Porto com o “Prémio Europeu do Transporte Público”, na categoria “Acesso à Cultura” (entre dezenas de candidatos, com a França e a Alemanha à frente). Tudo parecia correr na perfeição até que os painéis dos autocarros, que fizeram a admiração da Europa, começaram a aparecer grafitados pelos patifes a quem incomodavam. Patifes hoje bem instalados na vida, que abandalhavam a cidade por banditismo. E perante o ataque desses terroristas de meia tigela não valia mais a pena gastar milhares de euros a recompor os painéis. O sonho acabou nas mãos dos malfeitores do spray. Atenção, pois, à Maiambiente, a semente deles continua por aí.

©helderpacheco2018

Anúncios

~ por Helder Pacheco em 2018-10-28.

 
%d bloggers like this: