2019

Por esta altura, buscamos frases para enviar ou devolver os votos que se desejam para o Ano Novo. Poucos em papel – os velhos postais que já deixam saudades – e uma avalancha de mails e SMS. Sinais dos tempos. Mas, mais do que os pessoais, apetece-me inventar aspirações sobre o que gostaria de ver na minha cidade. Projectar (nem que seja utopia) quais os anseios que acalento para ela – tanto como de desejos individuais (de saúde, dinheiro e bons amigos). E quais os sonhos para um Porto ainda mais Porto?

Os meus são simples. Ei-los: abertura de via Nun’Álvares, cujo adiamento já é anedota; construção de prédios que tapem a parte nascente da pedreira da Avenida da Ponte (o lado poente ficará bem entregue requalificando o mercado de S. Sebastião); construção da linha do Metro do Campo Alegre – que faria o Burgo avançar para o séc. XXI; edificação de habitações diante das pedreiras da Arrábida (aos pedregulhos prefiro cidade); muitos mais turistas, todo o ano, no Porto – precisamos de um Porto para 12 meses; reabilitação e arrendamentos socialmente justos das partes do Burgo que ainda estão a cair de podres; avançar para o futuro com o Terminal de Campanhã e o super-futuro com o projecto cultural do Matadouro a saltar sobre a VCI até ao Dragão; transformar a VCI num Boulevard urbano e que o inefável salteador chamado Terreiro do Paço isente a CREP de portagens para que o maior pesadelo portuense deixe de nos afligir. Ah, e antes que me esqueça, como na canção (All I need for Christmas is you) tudo quanto preciso para o Ano Novo és tu.

E aos leitores desejo o mais feliz 2019.

©helderpacheco2018

Anúncios

~ por Helder Pacheco em 2019-01-19.

 
%d bloggers like this: