Um bolo resgatado dos anos 30

A sardinha é senhora e rainha dos Santos Populares e o S. João não é excepção. Mas a gastronomia sanjoanina não se limita à sardinha com broa. É ainda festejado com febras, carneiro ou anho, caldo verde e caldeiradas de peixe no litoral. Há três anos foi ainda resgatada, no Porto, onde se realiza o mais famoso São João do País, uma tradição do século passado, o Bolo de S. João. A pedido da União das Associações de Hotelaria e Restauração do Norte de Portugal e com base nos estudos do escritor e investigador de cultura popular Helder Pacheco, e 2006 foi reinventado o doce criado por volta das décadas de 30/40 do século passado. No Porto, o manjar tradicional desta quadra festiva é o anho ou cabrito assado com batatas assadas e arroz de forno. Mas também não faltam, em arraial que se preze, a sardinha assada na brasa e o caldo verde da praxe e, ao calor das fogueiras, o café acompanhado pelo pão quente barrado com manteiga.

DN, 14-06-2009

Anúncios

 
%d bloggers like this: