Porto: Lugares Dentro de Nós

lugares dentro de nós«Esta é uma jornada do passado. Como tal, envolve riscos. Mas, na confluência inesperada dos lugares, também reactiva emoções que são muito belas (…) Helder Pacheco, em «Porto: Lugares dentro de nós», fala-nos da longínqua época dos anos 30 e 40, anterior ao pré-pagamento, à palavra estruturante, aos Multibancos e aos telemóveis. Anterior, inclusive, à própria televisão. Um mundo que já trabalhava duramente mas que, muitas vezes, ignorava o conceito de pressa. Estes eram os anos – os últimos – em que o Natal não estava comercializado.»
José Vaz Teixeira in DNa, 02/02/2002

Edições Afrontamento 2001

Anúncios

 
%d bloggers like this: