Porto. A cidade é um sentimento

a cidade e sentimento“…Imagens de contentamento e alegria? Sem dúvida. Na sua maior parte – salvo num ou outro caso, como os pesadelos das cheias, brevemente aflorados – são-no.

…Imagens repletas da simpatia da gente tripeira, orgulhosamente tripeira, sobrevivente nos lugares que os anos degradaram e o desleixo abandonou e que só agora voltam a ser restituidos à dimensão cívica que um centro histórico merece e qualificados de ambientes de exclusão para espaço acolhedor e digno de ser vivido.”

Helder Pacheco, 1996

 

Edição da Fundação para o Desenvolvimento da Zona Histórica do Porto no âmbito da esposição de Fotografias antigas “Porto: a cidade é um sentimento”

Anúncios

 
%d bloggers like this: